Roteiro completo Egito

Antes de começar o relato gostaria de dar algumas informações que vocês precisam saber do Egito antes de ir.Muitos egípcios são golpistas e vão tentar enrolar o turista.A população é invasiva,insistente,perguntam a todo momento de onde você é ,por interesse para levar seu dinheiro e querem a todo custo oferecer produtos,vender coisas,seguem você,tomam a maquina da sua mão querendo tirar fotos,se fingem de amigo para ganhar gorjetas enfim!!!

Quanto ao trânsito, é um dos piores do mundo em Cairo, fazendo a cidade ter um barulho perturbador de buzinas a todo momento e os motoristas dirigem como loucos sem sinalizaçao nenhuma.Não tem farol, fazendo com que o simples fato de atravessar a rua seja um perigo para os pedestres e ninguém dá passagem.

Também é necessário saber que desde 2010 com a revolução os turistas sumiram do país e dá para entender o porquê já que o turismo está nas mão de vigaristas amadores que te seduzem e vêem você como dólar ambulante.O governo já abandonou o país e já foi trocado várias vezes os governantes.O país parece terra de ninguém,um país sem leis.A impressão que dá, é que está abandonado parece que nem o governo aguentou a população.

O Wi Fi é MUITO RUIM MESMO!!! Em lugar nenhum funciona decentemente. A internet também é muito atrasada e lenta.

A energia acabou diversas vezes tanto em Luxor quanto em Cairo todos os dias e no calor que estava ficar sem ar condicionado foi um sofrimento.Não sei o motivo disso!!!

Toda vez que um egípcio chegar perto de você oferencendo algo ou puxando conversa NÃO RESPONDA!!! Apenas continue andando.Acredite!!Não vale a pena dar conversa para eles.

Se você for estudante leve a CARTERINHA INTERNACIONAL isso vai fazer você economizar mais de 100 dolares pois em todos os museus, estudante paga meia entrada e faz muita diferença no valor.

No Cairo vi tanques de guerra principalmente perto do museu do cairo.

Saiba que o país tem um monte de belezas naturais porém está caótico mas se mesmo assim quiser conhecer, aí segue o relato(observação:Relato de 2014,muitas coisas melhoraram por lá desde então)

Dia 1- Cairo

Como eu já sabia da situação que se encontrava o país decidi não fazer viagens de ônibus mas sim de trem e avião…e não me arrependi.As únicas coisas que comprei antes foram as passagens de trem de Cairo a Luxor no site e7gezly.com/sleepingtrains/ por 105 dolares.Foi excelente a escolha desse sleeping trem.Valeu muito a pena!!!Comprei também as passagens de Luxor a Sharm el Sheik e de sharm el sheik para Cairo pela egiptair(foram bem caras dando um total de 316 dolares tudo, mas valeu a pena porque os ônibus são ruins)
Cheguei no cairo vindo de istanbul na Turquia e o aeroporto me surpreendeu.É muito bonito e organizado mas eu não esperava o que iria encontrar dali para frente.Eu sabia que o Egito não era um país desenvolvido mas não espereva que estava nas condições que vi com lixo na rua e prédios não acabados,arquitetura feia,transito caótico.isso foi uma surpresa tanto para mim quanto para meu amigo.
No aeroporto já veio o primeiro egípcio perguntando where are you from???how long here???e etc e não saía do nosso pé,fingindo ser amigo, queria apresentar a “âgencia”dele e queria nos levar do aeroporto ao hotel por 120 egiptians pounds( o cambio tanto no aeroporto quanto em todo país era igual 1 dólar=7.17 pounds egípcios).Despistei o chato e fui ao balcão de informações e me informaram que eu podia pegar um ônibus de graça até a estação de ônibus e de lá pegar um ônibus para downtown e foi o que fiz.Paguei somente 1 pound egípcio(0,40 centavos de real em média no câmbio da época)muito barato!!! mas não recomendo porque eu não sabia que era tudo tão zoneado.Achei q como estávamos com poucas malas não teria muitos problemas mas logo na estação de ônibus já tive problemas porque ninguém falava inglês e o cobrador não sabia direito onde era o hostel por não entender a escrita não árabe mas tentou nos ajudar e informou um local mais ou menos perto do hostel e lá fomos nós com mala e tudo no meio daquela loucura tentar achar um taxi para nos levar.
O lugar que descemos era um viaduto cheio de carros buzinando,mal conseguíamos atravessar a rua..sujeira e muitas pessoas correndo para todo lado…25 de marco em sp não é nada perto daquilo!!!hahahaha.Foi uma primeira má impressão horrível(ainda mais que estávamos na Turquia país civilizado completamnete diferente) mas enfim achamos um taxi que cobrou 20 pounds(preço alto se levarmos em conta que estávamos do lado do hostel praticamente) e enfim chegamos ao WAKE UP HOSTEL(reservado previamente pelo preço de 9 dólares por pessoa por dia com café da manhã MUITO BARATO MESMO).
O hostel é bem localizado e ficamos em um quarto com banheiro privativo porém o prédio que se localiza o hostel é muito velho caindo aos pedaços mas tudo no Egito é assim (com exceção de sharm el sheik q vocês verão depois), então pelo preço pago estava ótimo.O staff é bom,ajudando em tudo.
Logo na chegada já negociamos um passeio para o dia seguinte nas pirâmides de Sakara e Gize por 125 pound egípcios sem incluir os ingressos de entrada.Foi somente transporte com guia.Foi muito bom e vou explicar mais para frente.Valeu muito a pena!
Esse primeiro dia apenas saímos para dar uma volta e tentamos ir no museu do Cairo mas estava fechado porque havia protestos e um monte de tanque de guerra na rua impedindo a passagem.Como mal conseguíamos atravessar a rua e aquele barulho de buzina BIBIBIBIBIBIBIBIIBI na nossa orelha já estava enchendo o saco decidimos apenas tirar algumas fotos e tentar achar um restaurante para depois voltar pro hostel e foi aí que encontramos infelizmente o EGÍPCIO MAIS MALANDRO DE TODOS.
Futuramente descobriríamos que ali naquela praça onde estávamos era um point para pegar turistas e aplicar golpes e como não tem muitos turistas no cairo o povo fica doido quando vê um.Esse cara chamava se ABDUL.Não parava de falar e queria a todo custo que fossemos conhecer a loja dele(segundo o mesmo ele era um artista que produzia pinturas na folha de bananeira.Isso é muito comum vender no Egito.MENTIRA!!! ele era um golpista mesmo,mas fomos até a loja dele e começou toda uma propaganda e apresentação.Ele mostrou que mudava de cor a noite as pinturas e etc.Eu gostei bastante e meu amigo também decidi comprar um tutankkamon grande e um pequeno por 315 pounds egípcios(50 dólares…depois descobri que foi absurdamente caro e que além de tudo era falso).
Esse tal de Abdul segurou a gente de uma tal forma que começou a oferecer passeios e até nos convidou para jantar de graça tudo parte do golpe dele.Falou que tinha um hotel e nos levou até lá e fez a gente comprar o passeio do deserto branco e negro por 75 dólares.Fui seduzido pelo baixo preço.No nosso hostel era 90 dólares mas me arrependi amargamente de ter comprado desse golpista e não no hostel,depois vocês verão o porquê).
Não bastava os golpes acima CAÍ NO PIOR.sim fomos burros!!! mas tudo porque era o primeiro dia e olha que eu sou acostumado a viajar,já fui para países difíceis como Líbano,Angola mas nunca fui tão enganado por uma população como esse egípcios que não param de falar e se fingem de amigos.
O pior golpe foi ele nos convidar a andar de camelo a noite na pirâmide.Falou que por 40 pounds ida e 40 pounds volta nos levaria de taxi atá lá e pagaríamos algo como 120 pounds para andar de camelo(as pirâmides ficam em Giza q é a cidade viznha distante 1hora do cairo.Esse valor de 40 pounds estava até baixo pela corrida mas o golpe VIRIA DEPOIS)e lá fomos nós!!!com o Abdul!!!
Chegando em Giza já estava toda UMA GANG de vigaristas nos esperando.Um deles começou a tomar nosso tempo novamente com apresentações de perfumes e fragrâncias(coisa muito comum que vendem lá) outro veio falando português disse que tinha namorada brasileira e lá começou a negociação para andar de camelo.Após muita perda de tempo não compramos o produto dele
O golpe foi o seguinte:Estávamos ENCURRALADOS em um local desconhecido e supostamente iríamos negociar camelos…As pirâmides já estavam fechadas e teoricamente andaríamos de camelos pela área externa.O custo certo que descobrimos depois era de aproximadamente 50 pounds(algo como 8 dólares por hora) mas eles nos forçaram a pagar 250 pounds por pessoa(40 dólares) porque segundo eles andaríamos 2 horas mentira também!!! Além de tudo eles queriam que pagássemos o camelo do guia mas isso eu neguei.O guia inclusive pediu gorjeta para gente em cima do camelo(para encurralar mesmo)dei ainda 50 pounds representando eu e meu amigo e ele ainda reclamou queria 100 pounds.Disse que era 50 de cada um,neguei novamente.
Chegamos do passeio dos camelos e na hora de ir embora por não ter 40 pounds para o taxi dei 50 e o Abdul não me deu troco.Fiz um cara de quem já estava puto e fomos embora para NUNCA MAIS ver aquela praga na minha vida.
Ele ainda tentou aplicar outros golpes dizendo que queria que comprássemos coisas no free shop para ele, mas isso ele não conseguiu.Fomos para o hostel dormir.Chega de Cairo e egípcios por hoje.




Dia 2-Cairo

Esse dia por sorte como eu já havia dito compramos o passeio pelo hostel…as 8hs veio o guia https://www.facebook.com/akhamis81i?fref=ts Ahmed Phinx e partir daí tudo começou a melhorar.Ele sim foi um guia honesto e nos deu todas as dicas.Foi ele quem falou dos preços abusivos da noite anterior e tudo ele alertava quanto a golpes.Recomendo ele.

O primeiro lugar que fomos foi as pirâmides de Sakara no valor de 80 pounds(40 para estudantes) e não tem muito o que ver lá.Foi a mais cara e eram pirâmides baixas sem muito atrativo.Nosso guia já tinha alertado quanto à presença de egípcios que ficam lá tentando tirar foto e depois cobram caro por isso.Como já estava esperto com os egípcios neguei a todo momento mas como eles são invasivos SEM EU PEDIR já foram me colocando roupa árabe e me subindo no burro.Como eu queria mesmo algumas fotos deixei para ver até onde eles iam.Daí eles me levaram para tirar fotos com as pirâmides atrás e eu perguntava quanto eles cobrariam mas eles não me davam resposta apenas riam e iam tirando fotos e eu querendo descer já, eles Não deixavam.pensei”ah é!!! Deixa eles comigo!!!.bando de folgados!!!vou dar também” quanto eu quiser” e FOI O QUE FIZ.
Ao descer do burro, peguei 20 pounds(3 dolares) e dei…eles reclamaram dizendo que queriam dólares ou euros eu apenas dei risada e saí falando ENTÃO VÃO FICAR SEM NADA e saí sem dar nada..Eles correram atrás de mim “espera então da 20 para mim e 20 para ele”.falei que não!!! Como não tinha pedido nada iria dar quanto quisesse e aí um deles pegou os 20 pounds puto e falou Have a nice day!!! Saí feliz porque não suporto esse tipo de turismo achando que o turista é ou rico ou TROUXA!!! No fim nessas pirâmides valeu a pena só pelas poucas fotos tiradas( que me custaram 3 dólares).Após o trauma com Abdul todos os egípcios iriam se ver comigo!!!
Depois nosso guia nos levou para outras pirâmides,a da lua e a do sol,novamente mais 40 pounds a entrada(20 estudante) e ele nos deu a dica de ira até o interior delas de graça porque segundo ele em Gize(que seria a próxima parada cobrava para entrar) e foi o que fizemos!!!muito legal entrar dentro das pirâmides só tinha a gente lá pelo fato do turismo estar em baixa no Egito.Na entrada das pirâmides já tinha um chato de um egípcio querendo cobrar a entrada mas como nosso guia Ahmed já tinha falado que era de graça ignoramos e entramos.Dica:se você quiser curtir o Egito,ESQUEÇA OS EGÍPCIOS…ignore mesmo!!! nem olhe para nem se estressar.Não responda de onde vc é.Eles perguntam de 2 em 2 minutos.Eles te gritam a todo momento como se vc tivesse fazendo coisa errada mas é tudo para dar golpe e arrancar dinheiro depois.Toda hora eles gritam falando que o caminho é esse ou aquele como se vc estivesse indo em direção errada…passe reto sempre!!!finja q não fala inglês e siga.
Após sacar algumas fotos fomos enfim para Gize ver as três famosas pirâmides.Paguei 60 pounds(meu amigo 30 de estudante)nosso guia perguntou se faríamos a pé ou de camelo.Como já havíamos andado de camelo com Abdul no dia anterior fomos a pé e mesmo com calor insuportável não foi tão ruim.
Nosso guia já nos alertou que logo na entrada teria um golpista que SEGURARIA nosso ticket como se fosse oficial e nos levaria até uns caras de camelos e não pararia de falar no nosso ouvido.Dito e feito!!!foi exatamente o que aconteceu,mas como já sabíamos do golpe insistimos DEVOLVA NOSSO INGRESSO!!!Eu falei um monte.,briguei feio!!! Até que ele devolveu mas não nos deixou em paz.
Queríamos já tirar fotos na entrada com a esfinge e ele ficou na nossa orelha pentelhando e assim foi todo o percurso em Gize, a todo momento alguém vinha perturbar a gente e oferecer um milhão de coisas insistentemente.NÃO TEM COMO RELAXAR lá dentro.Um dos vendedores chegou a colocar um pano na minha mão e dizer que era brinde,isso porque todo valor q ele falava eu dizia que NÃO…não queria comprar aquilo.começou com 10pounds,depois 5…4…3…2…1 pound…até que ele disse BRINDE!!!pensei “ah é!!! É brinde!!! Ótimo!!! Guardei na mochila e saí andando.Ele correu muito atrás de mim pedindo para devolver.Vá encher o saco de outro!!!
E assim foi toda a caminhada pelas pirâmides…de 5 em 5 minutos em média um egípcio chato vinha falar com a gente,alguns deles chegavam a ousadia de tirar a maquina da mão das pessoas e tirar foto e depois pedir dinheiro…muito complicado assim!!! O governo ABANDONOU o pais de vez!!! A entrada das pirâmides é muito feia e precária.É tipo UMA PORTA com um bando de golpistas “pedindo o ticket”muito triste ver a que ponto chegou o turismo lá!!! Um lugar tão histórico e famoso largado,sem turismo oficial.Teve um cara que chegou ao ponto de me dar um empurrão porque eu ignorei ele.Não revidei porque estava de férias e queria evitar problemas!!!
Acho que o Egito era melhor na época de Tutankkamon 1300 antes de cristo ou na época da Cleópatra 69 antes de cristo porque atualmente aff!!! Vimos tudo.chegamos no mirante e tiramos muitas fotos por 50 pounds até vale a pena andar de camelo e todos fazem isso.Não fizemos pela raiva do dia anterior.







Dia 3-Cairo/Deserto Branco e Negro

Esse dia partiríamos para o deserto branco e negro.Foi o passeio comprado com o vigarista Abdul e já estávamos com receio.O mesmo solicitou que fossemos no hotel dele(chama Cairo Inn,na verdade esse hotel faz parte da máfia dele e de companheiros vigaristas como ele,mas não que ele seja o dono).
Fomos bem cedo as 7hs da manhã e chegando lá,um menino nos esperava para levar até a estação pegar o ônibus para Baharia que é a cidade principal do passeio do deserto.Para nossa surpresa a PRIMEIRA PEGADINHA.O menino não falava inglês.Pensamos”como assim??? Como vamos ficar dois dias com uma pessoa que não fala inglês????”
Esse “guia” nos conduziu então de taxi(tudo incluso nos75 dólares pagos previamente) até a estacão e as 12hs chegamos em Baharia onde nos encontramos com outro “guia” que já foi logo de cara pedindo mais 45 pounds que segundo ele era para a entrada no deserto,questionei o fato de já estar tudo pago e ele falou que essa seria a única coisa que pagaríamos,o resto,almoço jantar café da manha e almoço no dia seguinte estavam inclusos.Esse guia já falava um pouco de inglês.
Pegamos então o jeep e de lá eles nos levaram para uma terceira pessoa(também chamava Abdul para eu lembrar eternamente do dito cujo) esse Abdul simplesmente entrou no carro como motorista sem cumprimentar nem nada e foi já nos conduzindo ao deserto.Eram” 3 guias”,mais eu e meu amigo.
A maneira como estava sendo a viagem estava estranha.Eles não falavam com a gente.Eram amadores e não profissionais.Além disso achávamos que teriam outros turistas mas o deserto todo estava vazio,só tinha nós dois mesmo fazendo o tal do passeio.
Os 3 guias simplesmente paravam do nada e falavam tirem fotos…sem explicação,estava bizarro o passeio!!! Sem sentido!!! Até que em um momento o Abdul motorista soltou um” I’M sorry beacuse it’s Ramadã I dint talk with you”(eles seguem exatamente o ramadã só comendo das 19hs as 3hs e depois em jejum o dia inteiro fazendo eles ficarem ainda mais chatos devido ao mal humor pela falta de comida).Aí foi a partir desse momento que o motorista Abdul se tornou um pouco mais legal explicando algumas coisas.
Depois disso passamos a gostar um pouco mais dos 3 e vimos que eram pobres coitados que estavam ganhando o dinheirinho deles e quem ficou mesmo com nosso dinheiro foi o dono do hotel que vendeu o passeio.Eles eram bacanas e percebemos que a diferença da língua é que estava fazendo com que eles não falassem com a gente.
As 17 hs paramos o jeep e eles começaram armar o acampamento.Vieram algumas raposas acompanhar rs e o Abdul começou a preparar o jantar que estava excelente(porém um pouco apimentado).A noite inteira ficamos acordados observando as estrelas e nesse momento eles já conversavam um pouco mais com a gente.Ali foi um dos primeiros momentos que senti que o Egito vale muito a pena.Igual aquele lugar não existe!!! Muito bonito mesmo.este passeio EU RECOMENDO MUITO!!!











Dia 4- Deserto Branco e Negro

No dia seguinte acordamos já com um sol muito forte e aí veio mais um perrengue.Na saída do parque policiais e militares pararam os 3 guias e começou uma briga em árabe.Não entendemos nada mas percebemos que eles não queriam nada com nós turistas,pelo visto eles não tinham permissão para fazer aquilo(mais um dos golpes daquele primeiro Abdul da loja de souvenir) ou o carro não estava em condições já que era velho.Ficamos 1 hora parados e estávamos achando que não sairíamos mais dali.Além disso perdemos o passeio todo do dia seguinte que incluiria mais paradas no deserto negro teria um almoço para só então voltarmos a Baharia e pegar o ônibus novamente para cairo.
Quando estávamos cansados de esperar aquela briga toda um dos guias(o primeiro que não falava nada de inglês) pegou o carro sem explicação nenhuma e nos levou de volta a baharia mas como o ônibus só sairia as 15hs ficamos esperando das 12hs até as 15hs na casa do motorista Abdul.Foi bem ruim, estava muito calor a casa era suja não tinha o que fazer.A família dele estava seguindo o Ramadã mas fizeram o almoço.Dormimos para passar o tempo e voltamos ao Cairo(o ônibus quase capotou diversas vezes e algumas pessoas dormiram no chão pelo fato de ter mais pessoas que lugares…bizarro!!! kkkkkkkkk)mesmo com o perrengue e golpes a parte gostamos do passeio de eu recomendo porém COM AGÊNCIAS CONFIÁVEIS e não tanta aventura como eu fiz.

Dia 5-Cairo partindo para Luxor

Como eu disse antes, a passagem de trem noturno as 20:15 hs já estava comprada por 105 dólares.Do hostel até a estacão de trem era perto e pagamos apenas 10 pounds para chegar lá.Por sorte estávamos com passagens em mãos porque lá não tem ninguém que fale inglês para te ajudar.Pontualmente saímos para luxor e a viagem foi muito boa,com jantar e café da manhã.Tudo muito bem feito e confortável..vale a pena!!!

Pela manhã aproveitamos para conhecer o museu do cairo.Bem legal já que todos os tesouros de tutankamon estão lá ,mas está bem abandonado.Tinha uns 20 turistas só, parece que não tem manutenção,ao redor está cheio de tanques de guerra.

Dia 6-Luxor

Chegamos umas 7:30hs em luxor e logo na chegada já veio um egípcio querendo oferecer taxi e bla bla bla…falei que queria ir para o New everest hotel(este hotel paguei somente 7 dólares por pessoa por dia com café da manhã)foi muito barato mesmo!!! E tinha uma boa pontuação no booking.O hotel logico não é tão bom,o ar condicionado é velho mas pelos padrões egípcios e pelo preço está ótimo…o café também foi muito bom.
O taxista disse q era primo do dono do hotel(mentira) e que ele iria nos seguir até lá porque podia ir a pé…era perto!!! Chegamos e ele já foi oferecendo passeios para West bank e east bank.Não aceitei porque ele queria 30 dólares por pessoa e depois me informei na central de turismo da cidade a maneira mais fácil de ir para os locais turísticos.Foi então que partimos rumo ao vale dos reis que fica do outro lado do Nilo.
Fomos a pé estava um calor muito intenso e muitos mas MUITOS egípcios mesmo nos paravam a todo momento não nos deixando seguir para pegar o barco para atravessar o Nilo por apenas 1 pound(para vcs terem uma ideia da amolação que é,o mesmo taxista que queria nos vender o passeio seguiu a gente de moto e nos abordou novamente no supermercado perguntando onde estávamos indo)…foi então que veio um egípcio insistentemente falando que por 80 pounds ele nos levaria ao vale dos reis…deir al bahri e colosso de memom que são atrações de West bank(mais longe,do outro lado do Nilo),aceitamos pois foi barato.
É tudo muito bonito e legal saber que tutankamon está lá no vale dos reis,paguei 100 pounds(50 estudante)e tínhamos direito a 3 tumbas… visitamos a de ramses VI e as tumbas 14 e 28…são bonitas mas achei que deveriam dar direito a visitar todas inclusive a de tutankamon(paga se 100 pound a parte).Eu me arrependi de não ter ido na de tutankamon pois não sabia que a múmia estava lá dentro…achei q era só a tumba…mas pelo visto a múmia está lá…para quem não conhece a historia… TUTANKAMON… o faraó menino que com 9 anos já estava no poder e morreu com 19 anos em 1327 antes de cristo.Em 1922 o arqueólogo britânico Howard Carter encontra a tumba na cidade de Luxor no Egito e surpresa!!! INTACTA com a múmia lá dentro e todos os tesouros juntos que são exibidos hoje no museu do Cairo,fazendo ele ser a múmia mais famosa do mundo e atraindo milhões de curiosos ao país…Tutankamon ainda está entre nós graças ao processo de mumificação da época.Ele “vive”!!!
A atração dei al bahri não é tão interessante quanto o vale dos reis e paga se 80 pounds(bem caro se levarmos em conta que não tem nada lá).Os colossos de Memon são dois faraós.A atracão é gratuita.É apenas uma parada para tirar foto.
Depois de tudo isso umas 15 horas pegamos o barco de volta para o outro lado… comi um mc arabia do mc donalds e fomos para o hotel.A população chata fazia a gente desanimar de sair nas ruas…a todo momento ofereciam charretes e um milhão de coisas perguntando de onde éramos.gritando EXCUSE ME caso ignorássemos…até desanimava andar nas ruas de Luxor que também é bem bagunçado igual ao cairo(mas sem tantas buzinas e o transito um pouco melhor).



Dia 7-Luxor

Este dia tiramos para conhecer as atrações de east bank que é o templo de Karnak e o museu de Luxor.O templo de Karnak é muito bonito vale a pena dar uma olhada.O sol quente fazia a gente cansar rapidamente…o museu de Luxor diferente do museu do cairo é bem arrumado tem múmias lá dentro…achei interessante…deixamos para ir no templo de Luxor a noite e foi bem legal ver tudo iluminado,praticamente não tinha turistas na cidade.
Fizemos todos esses passieos de charrete por 40 pounds o golpista da charrete ainda nos levou para perder tempo em uma loja de souvenir(sem pedir)e no final mentiu querendo 60 pounds mas eu me lembrava muito bem que o acordo era 40 para levar e trazer do templo de karnak….ele saiu xingando mas eu realmente não me preocupei,odeio desonestidade,falou 40 é 40!!! chega de tanta enganação por parte desse povo!!!



Dia 8- Sharm el Sheik

Chegou A MELHOR PARTE DO EGITO…após apreciar a historia do país que também é bem legal, chega a hora de ir para a região do mar vermelho que é BEM MAIS TRANQUILA e encontramos lá a PAZ necessária após o tumulto dos outros locais.
Comprei o voo da egiptair que sai 6:30hs faz escala em cairo e chega 12hs em sharm el sheik…paguei 40 pound para o mesmo egípcio que nos levou a West bank…ele cobrou barato o trecho…o aeroporto fica a 15 minutos do hotel em Luxor.
Logo na chegada em Sharm el sheik veio um egípcio chato golpista querendo cobrar 200 pounds pela corrida até o resort(lá eu decidi pelo resort Dive inn excelente recomendado no booking por apenas 14 dólares a diária com café da manhã)
Neguei o valor de 200 e ele baixou para 150 pounds…aceitei(na verdade nem sabia qual seria o valor justo mas neguei pq sei que eles sempre pedem mais).No meio do caminho ele falou VAI SER 200 pounds mesmo ok????? Pensei “deixa comigo!!!”.Já estava bem esperto com esse povo.Falei ok.,mas separei 150 e na chegada ao hotel dei para ele.O mesmo começou a gritar EXCUSE ME, dei as costas e saí andando ele me seguiu e ameaçou pedindo os 50 restante falei que NÃO…pode ser que ele quisesse me bater mas a essa altura já não teria problemas sei me defender fiz karate a minha vida inteira odeio brigas mas aquilo era um absurdo…mudar o valor no meio do caminho para me deixar sem ação.
Discutimos um bom tempo e ele foi embora.Vá com deus!!!ou melhor com Ala!!! Aí eu me pergunto,será que o islamismo ensina esse povo a ser desonesto também???não dando passagem para pedestres,se estressando no trânsito,falando alto brigando e etc???? Lógico que não!!!
Passado o stress com o egípcio na recepção fui informado que havia vans para praias,de graça.O resort era longe de tudo mas eles disponilbilizavam vans para o centro saindo as 21 hs e retornado as 00:00hs e para as praias em diversos horários.A praia do hotel não era paga mas tinha outras como terrazina que era 25 pounds a entrada e também tinha transporte fornecido pelo hotel.
Nesse dia chegamos 12hs e já parti para a praia e QUE PRAIA!!! Muito verde e bem tranquila!!!

Dia 9-Sharm el Sheik

Nesse dia paguei 150 pounds e fui fazer snorkel na ilha Tiran.Recomendo muito esse passeio.O barco vai parando em vários lugares.As fotos falam tudo!!! A noite fui andar am Naama bay(centro) bem movimentado tem a balada pash,.hard rock café e tudo.OUTRO EGITO!!! Tem muitos russos lá em Sharm.Na verdade brasileiro não vi nenhum, só tem russos e ucranianos lá.





Dia 10 Sharm el Sheik

Esse dia resolvi relaxar na praia Terrazina por 25 pounds egípcios e transporte gratuito do hotel.A praia é tranquila com atividades aquáticas.A noite novamente fui para Naama Bay

Dia 11-Sharm el Sheik

Paguei 250 pounds pelo passeio no blue Hole.Às 7hs da manhã saímos em direção a Dahab.O passeio incluiu andar de camelos.Paguei mais 80 pounds pelo equipamento de snorkel(não fiz mergulho porque não confio nos egípcios,não tem segurança nenhuma) eles cobram até pelo colete salva vidas o que deveria ser obrigação fornecer por barco mas mesmo o snorkel já vale a pena.Almoçamos e por último teve uma pegadinha de nos levar novamente a uma loja que vendia os papiros.


Dia 12-Sharm el Sheik-cairo

Esse dia peguei avião para o cairo paguei 9 dólares para ficar novamente no Wake up hostel e não fiz muita coisa.Já estava cansado da loucura do cairo!!!
Eu gostei do país sim,mas como puderam ver a minha dificuldade maior foi com a população.Não sei se era melhor antes da revolução quando haviam turistas,talvez fosse um pouco melhor porque o assédio se dividia.