English EN Portuguese PT Spanish ES

Roteiro de 8 dias em Cusco

 

O Peru é um país incrível!!! Bem pertinho do Brasil e com características únicas. A culinária é um ponto forte do país, por isso tem que aproveitar e ir nos melhores restaurantes (Veja dicas aqui).

Eu já tinha conhecido Lima, então decidi ir somente para Cusco e aproveitar o máximo da cidade e arredores. Deixo aqui meu roteiro dia a dia(outubro 2018).

Machu Picchu. Peru.

Dia 1 -Cusco

Cheguei bem cedo às 8:49h e já deixei tudo combinado com a agência Go Machu Pichu. O Roger,que é o dono possui mais de 25 carros a disposição em Cusco, então ele pediu para enviar um motorista para nos pegar no aeroporto. É bem perto do centro e se fosse para pagar uma corrida de táxi custaria 15 soles(5 dólares). Eu recomendo muito essa agência! Não precisei me preocupar com nada durante a viagem.

No aeroporto não troquei dinheiro, porque no centro as casas de câmbio vendem por um preço melhor. Em média 1 dólar = 3,30 soles(2018).

Esse primeiro dia combinei de deixar as malas no hotel e 10h já fazer o city tour. É bem rápido! Dura pouco mais de 3 horas o passeio. Passei por diversos sítios arqueológicos. Um deles é o Qenco, interessante mas nada espetacular!

Para visitar todos esse sítios arqueológicos é preciso adquirir um boleto turístico de 120 soles que dá direito inclusive a entrar também nas ruínas do Valle Sagrado e em alguns museus em Cusco.

City Tour. Cusco.

Essas 3 horas de giro por Cusco servem para ir se adaptando a altitude e dando uma reconhecida na área. Às 13:30h já estávamos de volta no hotel.  Recomendo deitar um pouco para não sofrer mal de altitude e ter náusea/dor de cabeça.

Fomos comer no restaurante Cevicheria Punto Mar que é excelente para quem quer experimentar comida peruana típica e em um restaurante não tão turístico.Fomos de Uber, mas tem vários táxis passando e no fim sai quase o mesmo preço do que se pedir pelo aplicativo.

Cevicheria Punto Mar.

Dia 2-Cusco/Laguna Humantay

Acordei bem cedo às 3:40h, porque 4:30h já estavam me pegando no hotel. O Tour da Laguna Humantay é imperdível! Inclui café da manhã e almoço.

Percorremos 2 horas de estrada até chegar no restaurante do café da manhã (servem pão, manteiga e ovos. É bem simples!). Paramos por 40 minutos lá e depois pegamos mais uma hora de estrada até chegar na base de onde começa a trilha para a laguna.

O percurso a pé até chegar lá em cima dura em torno de 2 horas para ir e 2 horas para voltar. Quem não aguentar por conta da altitude pode alugar cavalo por 60 soles para subir.

Percurso até a laguna Humantay.
Paisagens impressionantes!

Eu subi a pé bem devagar! O tempo estava nublado, mas mesmo assim deu para ver a beleza da lagoa. É espetacular! Recomendo muito esse passeio a todos que visitarem Cusco.

Laguna Humantay.

Às 17:30h já estávamos de volta em Cusco. A noite fui no restaurante Carpe diem, que é de gastronomia italiana.

Dia 3-Cusco/Canyoning

Acordei um pouco mais tarde porque esse tour marquei para às 10h da manhã. Na verdade esse foi um tour privado sem outros turistas. Fizemos em 3 pessoas! Não é muito divulgado e quase ninguém faz esse passeio, mas recomendo muito. É basicamente várias sequências de rapel no rio.Vale muito a pena e o dia estava bem ensolarado.

Subimos caminhando para depois descer tudo fazendo rapel.

Não achei difícil e o guia ajudou bastante! Ele vai Tirando fotos também e orientando em todos os movimentos. No final deram um lanche para nós 3 e deu para aproveitar o fim de tarde em Cusco na Plaza de Armas.

Rapel. Peru.
Rapel. Peru.

Dia 4-Cusco/Ida ao Valle Sagrado

O Tour do Valle Sagrado combinei de fazer junto com Machu Picchu porque é no caminho. Ás 7:30h foram me pegar no hotel.

Esse tour não inclui café da manhã. Saímos direto rumo aos vários sítios arqueólogicos,dentre eles os mais importantes que são Pisac e Ollantaytambo.

Passamos também por uma loja de pratas e teve uma parada de 50 minutos para o almoço em um restaurante buffet excelente, com sobremesa incluída.

Achei bem bacana ter feito o pacote com a agência Go Machu Picchu, porque o restaurante que levaram a gente era bem melhor que o do restante do grupo.O nosso restaurante era buffet a vontade.

A parada final do passeio foi a cidade de Ollantaytambo por volta das 15h. O nosso trem que saía de lá para Águas Calientes era 16:36h, então deu para aproveitar bem as ruínas da cidade antes de partir para a estação.

O Trajeto de trem dura em torno de 2 horas e custa 60 dólares em média pela Inca rail(trem Voyager).Tem outros trens mais caros também da Peru Rail. Eu não me preocupei com nada.O Roger,dono da agência Go Machu Picchu emitiu tudo para mim.

Sítio arqueológico de Pisac.
Sítio arqueológico de Ollantaytambo.

Para todos os sítios arqueológicos do Valle Sagrado usei o mesmo boleto turístico que tinha comprado em Cusco por 120 soles, e não precisei pagar nada para entrar.

Peguei um tuk tuk por 3 soles do sítio arqueológico de Ollantayntambo para a estação de trem. Achei um pouco longe ir a pé, mesmo só com uma mochila. Lembre-se que para esse trem não é permitido levar malas grandes mas sim só mochilas. É necessário guardas as malas no hotel em Cusco!

Águas Calientes é uma cidade espetacular! Muito animada e cheia de restaurantes. Cheguei a noite já, e aproveitei para girar por lá. Normalmente os turistas deixam somente uma noite  para a cidade porque é bem pequena, e atração principal é ir para Machu Picchu mesmo!

Águas Calientes também é chamada de Machu Picchu Pueblo.

Dia 5-Águas Calientes/Machu Picchu

Dia de acordar 5h para ir no principal passeio! Os hotéis estão acostumados com isso então começam a servir o café da manhã logo cedo. Atualmente há 2 turnos para visitar Machu Picchu. Eu escolhi o período da manhã das 6h às 12h.

A guia da empresa Go machu Picchu já tinha me explicado tudo, teria que ir até a praça principal de Águas Calientes e buscar uma bandeira vermelha que lá estaria o grupo.

Fomos então todos caminhando até o ponto de onde parte a cada 5 minutos um ônibus em direção a Machu Picchu. O trajeto dura 25 minutos, mas o problema é que temos que esperar em uma fila que se forma tanto para ir quanto para regressar. A ida esperamos pouco, mas a volta foi quase 1 hora na fila de ônibus.

Não estava tão frio porque a cidade não é tão alta igual Cusco.Tem menos de 3000 metros. Chegamos por volta das 8:30h e com a guia giramos tudo até 11:30h.

Machu Picchu.
Machu Picchu.

Cheguei de volta no centro de Águas Calientes por volta de 13h e decidi ir no melhor restaurante da cidade, que é o Incontri del Pueblo Viejo.

É um local bem tradicional e tem muitas comidas locais. Eu pedi uma truta com risotto e realmente é sensacional! Não é caro e bem servido! Os peruanos usam muitos condimentos e entendem muito de culinária.

Vale a pena também provar Lomo Saltado, um prato típico da culinária local.

Machu Picchu.

Após almoço, peguei o trem das 14:30h de volta a Ollantaytambo. Esse dia reservei para ficar relaxando no Hotel Sol y Luna localizado em Urubamba no Valle Sagrado. Para isso, peguei uma Van por 10 soles que me deixou lá no hotel. Da estação de trem até o hotel levei 30 minutos. É bem perto!

Esse hotel 5 estrelas é da rede Relais & Chateux. A melhor coisa que fiz foi passar o dia lá. Tem spa, piscina e o atendimento é de primeira. Fiquei a tarde na piscina só admirando a paisagem ao redor.

Piscina do hotel Sol y Luna em Urubamba.

Meu quarto era enorme chamam de “casitas“.Me senti em uma fazendo mesmo! Tem muitas janelas para ficar apreciando.

Um quarto só para mim
Quarto. Hotel Sol Y Luna.

O banheiro do quarto também era perfeito,além de espaçoso tinha uma banheira e várias produtos L Occitane.

Banheira. Hotel Sol y Luna.

Achei o café excelente!Tem várias opções de pães e frios,além de cookies e uma variedade de alimentos artesanais.

Café da manhã. Hotel Sol y Luna.

Fundo Huincho Lote A5, 08661, Peru

Telefone: +51 84 608930

www.hotelsolyluna.com

Dia 6-Cusco

Esse dia deixei livre para curtir a cidade. Peguei um táxi compartilhado de Urubamba para Cusco por 7 soles somente.

Dia 7-Cusco/Rainbown Mountain

Era o tão esperado passeio da montanha de 7 colores Vinicunca. O Roger da agência Go machu Picchu já tinha me avisado que estaria péssimo as condições climáticas e que teria muita neve. Ele inclusive chegou a sugerir fazer a montanha Palcoyo que também está ficando famosa, porque tem um nível de dificuldade menor e não precisaria acordar tão cedo, mas não fechou turma e acabei indo em Vinicunca mesmo. Pior decisão que tomei!

O passeio da montanha de 7 colores começa bem cedo. Saímos de madrugada às 4:30h de Cusco em direção a primeira parada para o café da manhã.

Chegamos todos na base para iniciar a caminhada por volta das 9h da manhã. Já tinha visto que estava nevando, chovendo e muito frio. Até cogitei voltar, mas não dava mais! Ou eu ficava na van aguardando toda a turma,ou eu arriscava ir.

Como já estava lá em cima, decidi alugar cavalo, já que estava muto barrento o solo e quase impossível caminhar tranquilo. Eu paguei 80 soles ida e volta pelo cavalo mas chegando lá em cima dei 60 soles, fui enrolado e não consegui voltar com a mesma pessoa.

Tudo que consegui ver da Rainbown Mountain.
Rainbown Mountain.

A volta foi um pesadelo, não tinham muitas opções de cavalos para a descida e não dava para enxergar muita coisa, porque além da neve tinha neblina.

Fiquei todo molhado e minha mão começou a doer muito, já não dava mais para ficar ali. Consegui negociar por 60 soles e descer a cavalo mas como só tinha 50 dólares por fim fizeram um câmbio péssimo e acabei pagando bem mais que 60 soles.

Lá em baixo já fui correndo para a van todo sujo de barro e nem sentindo a mão. Algumas pessoas foram chegando também e todas decepcionadas com o frio que passamos e falta de visibilidade que tivemos. Somente 13:30h e que saímos dali após esperar todos descerem. Alguns ainda arriscaram descer a pé.

Cheguei 18h em Cusco de volta e não recomendo fazer esse tour de jeito nenhum em condições climáticas não favoráveis.

Dia 8-Cusco

Deixei o último dia livre também e fui em vários mirantes da cidade. Cusco é muito bonito visto de cima.

Cusco. Peru.
Cusco. Peru.
Também tem Cristo em Cusco.

É bem bacana girar por Cusco e ver como tudo foi preservado.Todas as igrejas e a arquitetura.

Cusco. Peru.

Fui embora no outro dia de manhã e já fiquei com saudades desse lugar. Reservem tudo com a Go Machu Picchu. Eles são super responsáveis e cumpriram com tudo que prometeram. Enviem email para o Roger gomachupicchu@gmail.com ou sigam a página deles no instagram @Go_machupicchu

Esse foi um artigo antigo de 2018 em forma de relato de viagem para ajudar viajantes, para mais informações e dicas, acesse meu instagram @drdiegoviajando .

 

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on whatsapp
Dr. Diego Viajando

Posts Relacionados

Onde comer na Bela Vista?

Bela Vista é um distrito situado na região central do município de São Paulo, que abrange os bairros do Morro dos Ingleses e Bixiga. É

Onde comer em Perdizes?

Perdizes é um distrito nobre de São Paulo que reúne os bairros de Perdizes, Vila Pompéia, Vila Anglo Brasileira, Sumaré e Pacaembu. Assim como outras

O que fazer na Cidade do Cabo?

A Cidade do Cabo (Cape Town em inglês) é uma das cidades preferidas dos brasileiros. Além de ser muito bonita, possui tantas atrações, que fica